Últimos assuntos
» Sol Tenebris [Campanha]
Qua Maio 11, 2016 10:17 pm por Salatiel Roffcale

» Sol Tenebris [Inscrições]
Dom Maio 01, 2016 10:28 pm por Finn o Humano

» Moira - A Feiticeira d'Água
Dom Maio 01, 2016 9:24 pm por Finn o Humano

» Templo de Hikari
Ter Abr 26, 2016 5:17 pm por Luzette Shadowsprint

» Floresta de gelo
Ter Abr 26, 2016 5:01 pm por Gil

» Mayhem
Dom Abr 24, 2016 8:02 pm por Finn o Humano

» Vilarejo GreenLeaf
Dom Abr 24, 2016 11:45 am por Salatiel Roffcale

» Cavernas de Valsfar
Dom Abr 24, 2016 1:31 am por Finn o Humano

» Desespero Congelado
Dom Abr 24, 2016 12:12 am por Sauron S


Moira - A Feiticeira d'Água

Ir em baixo

Moira - A Feiticeira d'Água

Mensagem por Moira em Dom Maio 01, 2016 9:21 pm

Nome e sobrenome:Moira  
Títulos:A Feiticeira d'Água  
Idade real/Aparente:25/20  
Sexo:Feminino
Raça:Sireno
 
Aparência física: Moira possui longos cabelos negros, presos por presilhas feitas de alga marinha e pérolas, estas são mantidas saudáveis por uma magia ancestral feita por sua mãe, muitos dizem que seus olhos azuis podem hipnotizar os fracos de alma. Em todo seu corpo pode se encontrar tatuagens e marcas em suas escamas, sendo estas memórias de rituais de passagem de seu clã. Sua cauda possui tons de azul que conforme a luz bate, tornam-se roxo, rosa e verde. Está sempre usando um robe negro que vai até seus pés, e um cajado do seu tamanho.

 
Personalidade: Possui uma personalidade conflituosa e bem seletiva quando se trata de pessoas, a única exceção são os meio-humanos, pois devido a traumas na sua infância, os animais são os únicos seres que ela não odeia. Está sempre apática, diz apenas o necessário, faz o que quer e o que julga apropriado para a situação.
 
História: Profecias diziam que a criança nascida da lua negra traria a morte a toda a vida de baixo d’agua. Moira coincidentemente Moira nasceu em uma noite de eclipse, mas não era uma noite qualquer, naquela noite completavam-se duzentos anos da morte do deus do fogo, a criança nascerá em uma caverna abissal isolada de toda sua tribo. Fora um parto difícil culminando na morte de sua mãe, seu pai tentou sacrifica-la, mas parecia que a maldição era real, um miasma de cor negra emanava da pele do bebê, e ao respira-lo seu genitor morreu instantaneamente.  


Meses se passaram e a criança fora deixada de lado naquela mesma caverna que houvera nascido, permaneceu dormindo o tempo todo, não comia, não bebia e não morria. O povo da tribo onde da qual havia nascido criou uma barreira magica que impedia o miasma de passar de certa área e impedia a menina de sair de dentro da mesma. Abandonada, viveu sua vida na caverna até o dia que o miasma quebrou a barreira. Moira já tinha dez anos e não sabia falar, mas pensava de sua própria forma, passou a maioria de seus dias chorando sem nem mesmo saber por quê, até que pode sair de sua caverna, vira uma fresta de luz queimar seus olhos, mesmo de baixo d’agua ainda conseguia sentir o sol arder forte. Tentou subir em direção a superfície, queria sentir diretamente aquele calor que a chamava, mas um arpão a puxou para baixo, um grupo de caçadores da tribo a qual “pertencia”  a estava atacando. A dor foi intensa e seu sangue se expalhava rapidamente, o sangue que deveria ser rubro como um rubi era negro como a noite. Os caçadores que a feriram morreram um por um infectados com o miasma, enquanto moira fazia força para nadar pra cima ela foi atingida estranhamente por uma bola de fogo que queimou seu ombro esquerdo e deixou uma marca estranha em forma de asas de borboleta.


A menina nadou para superfície o mais rápido que pode e procurou por terra, não queria mais ficar naquele lugar que a aprisionou por tanto tempo, fora tanto esforço pra fugir que acabou por desmaiar. Quando acordou estava dentro de um aquário, haviam homens com sorrisos maldosos, a menina que não conhecia muito do mundo não entendeu oque estaca acontecendo ali, mas aqueles homens eram carcereiros e agora ela não passava de um produto. Fora treinada para dançar, servir e agradar todos e quaisquer desejos de seus mestres.


Passou anos sendo vendida de homem em homem, maltratada, surrada e judiada todas as vezes, entrou em um estado de quase falência mental, não reconhecia mais seu corpo como algo que a pertencia e havia aceitado que passaria a vida sendo um objeto de outro alguem.  


Mas coisas boas acontecem para os desafortunados, bandidos atacaram e mataram quase todos dentro da mansão de seus mestres, por exceção daqueles que conseguiram correr por suas vidas, e moira fora uma dessas, recebeu uma flechada nas costas mas ainda conseguiu fugir para longe o suficiente a ponto de não ser levada pelos bandidos e pela segunda vez na sua vida havia desmaiado.


Acordou em uma cama dessa vez, um lugar quente e confortável, com cheiro de flores e sons de animais, um velho semi-humano raposa estava sentando cochilando ao lado dela. Moira tentou sair da casa sem acorda-lo mas não teve sucesso sua feria ainda doía muito e incapacitava-a de ser discreta, esbarrou na mesa da sala e acordou o velho, que por sua vez explicou para ela que havia a encontrado na floresta e tratado de suas feridas e que podia sair se quisesse ou ficar lá até ser curada. Já tinha dezoito anos, seu corpo era completamente desenvolvido mas não entendia muito bem as palavras, só fora ensinado a ela aquilo que ela deveria saber para servir: Dance, Comida, Limpe, Deite-se e saia.


Passou alguns anos de sua vida com aquela raposa velha, aprendeu muitas coisas como: Falar, escrever, usar magia, a historia de sua raça e que não deveria confiar em ninguém além dos animais. Não era uma vida fácil, mas era boa para a sereia, ficou lá naquela pequena casa da floresta vivendo da natureza e da magia por sete anos de sua vida, até que chegou o dia que o velho que a acolhera morreu de causas naturais. Agora ela sairia para descobrir mais coisas e aprender mais. Já era forte o suficiente para não ser mais escrava de ninguém e para se vingar de tudo aquilo que a fez mal um dia.

 
Nível: 1
ATRIBUTOS (10 pts)
 
Força:2  
Destreza:3
Resistência:1  
Inteligência:4  
 
Hp: 130  
Mp: 205
 
Inventário:Recipiente d'água - 10 litros
Cajado

 
Habilidade:
 
Rank:1
Nome:Aqua Pertractatio
Descrição:Possibilita à Moira manipular a água, mas como ainda é iniciante com magia, os efeitos da mesma ainda são fracos. Esta habilidade possui três vertentes. Podendo criar a agua com magia, ou utilizar uma fonte já existente para amplificar seus efeitos.
Ataque: Cria serpentes que atacam seu adversário.
Defesa: Cria uma barreira, que diminui o dano de habilidades tomadas.
Cura: Faz a agua do corpo da pessoa ressonar, fazendo com que se regenere mais rapido.

Custo: 35 por manipulação

[/color]
avatar
Moira
Sireno
Sireno

Mensagens : 4
Data de inscrição : 13/10/2014
Idade : 20

Ficha de Personagem
HP HP:
130/130  (130/130)
SP SP:
205/205  (205/205)
Experiencia :
0/1000  (0/1000)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Moira - A Feiticeira d'Água

Mensagem por Finn o Humano em Dom Maio 01, 2016 9:24 pm

Ficha aceita
avatar
Finn o Humano
Admin
Admin

Mensagens : 79
Data de inscrição : 22/08/2013

Ficha de Personagem
HP HP:
0/0  (0/0)
SP SP:
0/0  (0/0)
Experiencia :
0/0  (0/0)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum